Desafios matemáticos

Desafios Matemáticos é um sítio da autoria do professor Paulo Ferro, licenciado em Matemáticas pela Universidade de Coimbra e que tem como principal objetivo a divulgação das Matemáticas.
O sítio, como o próprio nome indica, é dedicado à matemática e apresenta, para além de desafios, um vasto conjunto de itens como jogos, magias, dicionário, biografias, entre outros. Os desafios estão catalogados segundo vários níveis de dificuldade.
A não perder.

DesafiosmatematicosO sítio, prestes a comemorar 10 anos, tem uma versão em português e também em espanhol. Curiosamente, a versão espanhola está mais atualizada que a versão portuguesa.

Sítio em Português: https://sites.google.com/site/desmatematicos/
Sítio em Espanhol: https://sites.google.com/site/desmatematicos2/

MultCloud: acesso a várias contas na nuvem

MultCloud é uma ferramenta que permite o acesso a várias nuvens de armazenamento e backup online a partir de uma única interface.

Já qui falámos de várias plataformas de armazenamento e partilha de dados online na nuvem, ou na cloud, como preferirem. A mais conhecida e popular continua a ser a Dropbox, mas há outras boas e mais relevantes alternativas, nomeadamente na capacidade de armazenamento.
Para quem é fã da Dropbox esta é uma ferramenta que, a partir de uma única interface, nos permite ter em simultâneo duas, três ou mais contas Dropbox ligadas.
Feito o registo, basta adicionar os serviços um por um. A plataforma MultCloud funciona e é compatível com os seguintes serviços: Dropbox, Box, SkyDrive, Google Drive, SugarSync e Amazon S3.

home-banner

Uma vez vinculadas as diferentes contas é possível pesquisar em todas elas de uma só vez. Muito prático. Do mês modo, também podemos visualizar os conteúdos, carregar e descarregar ficheiros assim como criar novas pastas e ligações de partilha.

Outra função útil é a possibilidade de mover um arquivo de uma cloud para outra simplesmente arrastando e soltando.
Embora em fase experimental o serviço já funciona muito bem e tem uma única limitação: o tamanho dos ficheiros a transferir não pode exceder 200 MB.

Ligação: MultCloud

Ensinar e aprender com as TIC

Canaltic.com é um blogue espanhol dentro do espírito do que é o “professortic.ml“. Da autoria do professor Fernando Posada Prieto, o blogue mostra, publica e divulga com regularidade ideias, sugestões e reflexões sobre as TIC em contexto educativo.
Com a devida autorização do autor do blogue, traduzi e adaptei um interessante trabalho intitulado “Enseñar y aprender con las TIC“. São pouco mais de 80 slides que, de forma esquemática, sucinta e objetiva, nos levam numa viagem sobre o tema.

Esta apresentação pretende expor as tendências e experiências das TIC na atualidade. Partindo de uma breve análise do contexto académico propõe-se caminhar sobre as ferramentas e propostas de trabalho mais utilizadas. Tendo em conta um panorama tão vasto, denso e variado, sugerem-se algumas conclusões finais potencialmente úteis para a prática docente quotidiana.

http://www.professortic.ml/wp-content/uploads/2013/05/Uso_das_TIC_no_Ensino.pdf



Ligação: Canaltic.com

Slid.es: Uma maneira fácil de criar e partilhar slides online

Há inúmeras soluções para elaborar apresentações, sendo que a mais popular continua a ser o Powerpoint, da Microsoft. Já aqui falamos de algumas alternativas, instaladas no computador ou de outras que podem ser trabalhadas no ambiente virtual.
Hoje vamos dar um salto a um novo sítio que se propõe tornar ainda mais fácil a elaboração de slides.

Slides front

Facilidade para criar e partilhar

Anteriormente conhecido como rvl.io, o Slides apresenta uma maneira fácil para criar, partilhar e apresentar ideias.

Seja para os criadores seja para os consumidores de informação, o conteúdo é sempre o foco. Há uma interface mínima para a edição que apenas mostra a quantidade certa de controlos.
Para visualizar, o Slid.der dá-nos uma experiência limpa, que permite uma navegação fácil pelos conteúdos, seja em que dispositivo for.
Para os produtores de conteúdo, o sítio oferece um editor amigável para a criação das apresentações, uma estrutura que funciona tanto numa ligação de computador como num dispositivo móvel.
Os trabalhos realizados são privados, cabendo ao utilizador exportá-los ou incorporá-los em blogues ou sites.
O acesso é gratuito, numa conta básica que permite o armazenamento de dados até 250 megas. O registo pode ser feito através de uma conta Facebook ou Twitter.

Ligação: Slid.es

As tabuadas dos 6, 7, 8 e 9 na ponta dos teus dedos

A memorização das tabuadas é sempre um processo complicado e, por vezes doloroso. Ao fim e ao cabo, apesar dos esforços e das técnicas que cada professor possa desenvolver, cada aluno, cada pessoa, tem de encontrar a melhor estratégia, em especial para as tabuadas dos dígitos mais altos, 6, 7, 8 e 9.
Encontrei na internet uma técnica curiosa, original, de que nunca tinha ouvido falar. Com as devidas adaptações aqui vai:

Passo 1: Atribuir os números

  1. Primeiro coloca as mãos frente a frente como mostra o desenho.
  2. A cada dedo, atribui os números de 6 a 10 a cada dedo.

Passo 2: Como multiplicar

  1. — Escolhe os números para multiplicar Exemplo: 7×8
  2. — Toca os dedos cujos valores queres multiplicar.
  3. — Agora conta os dedos que ficam abaixo baixo deles. O número que resulta que será o algarismo das dezenas. No exemplo: 5
  4. — Agora multiplica os dedos da mão esquerda com os da mão direita, acima dos que tocaste. O produto será o algarismo das unidades Exemplo:. 3×2 = 6

Resposta: 56

** Em alguns casos o produto do algarismo das unidades será maior do que nove. Nesse caso será preciso somar duas quantidades.

Exemplo: 7×6

– Somar os dedos que se tocam mais os que ficam abaixo: No caso, 2+1=3. Será o algarismo das dezenas.

– Multiplicar os dedos que ficam acima dos dedos que se tocam: No caso, 4(mão esquerda) por 3 (mão direita) 3 x 4 = 12
Agora temos, 3 dezenas + 12 unidades. (30+12=42)

Passo 3: Outro truque para a tabela de 9

Passos a seguir:

  1. – Primeiro, coloca as mãos de frente.
  2. – Em seguida, atribui valores de 1 a 10 para os dedos.
  3. – Dobra o dedo cujo valor desejas multiplicar nove vezes.
  4. – Os dedos restantes à esquerda do que dobraste serão as dezenas.
  5. – Os dedos à direita serão as unidades.

Exemplo: 9 x 4

  1. – Dobra o quarto dedo
  2. – Os dedos restantes direitos à esquerda -> 3 (dezenas)
  3. – Os dedos restantes direitos à direita -> 6 (unidades)
  4. – Resultado Final -> 36

Complicado?
Talvez no princípio. Mas com um pouco de treino, é simples e eficaz.



Fonte: Instructables

Matemáticas com TIC

Existe uma grande variedade de aplicações de software livre dedicadas a facilitar ao professor de Matemática a introdução de tecnologias de informação e comunicação nas suas tarefas docentes. Algumas delas são bastante amplas e completas, mas também complexas.
As aplicações que se sugerem podem ser utilizadas em diferentes graus de ensino, em especial nos 3º ciclo e secundário, abrangendo, em grande medida, os conteúdos dos currículos. Por outro lado, pela sua simplicidade, podem também ser instaladas pelos alunos nos seus computadores para poderem trabalhar em casa e assim executarem os seus exercícios.

DMaths

O DMATHS é uma extensão do pacote gratuito OpenOffice.org para a inserção de fórmulas em documentos.
Qualquer tarefa que requeira a utilização de fórmulas, gráficos ou diagramas em matérias como matemática, estatística ou física pode utilizar esta aplicação, que se integra no processador de texto Writer do OpenOffice, como uma barra de ferramentas.

Ligação: http://www.dmaths.org/

Geogebra

Geogebra é uma aplicação que permite trabalhar com geometria dinâmica, álgebra e cálculo utilizando o computador. O seu objetivo é ser uma alternativa para a docência da geometria, álgebra, etc. de forma integrada, dinâmica e atrativa para os estudantes.
Esta aplicação de software livre foi criada por Markus Hohenwarter, do departamento de Didáctica da Matemática da Universidade de Salzburgo.

Ligação: http://www.geogebra.org

gMatESO

gMatESO é uma aplicação de facílima instalação, configuração e uso. É, sem dúvida, uma ferramenta que o professor pode utilizar nas suas aulas como complemento às suas explicações e os alunos podem comprovar se os resultados dos seus cálculos naturais e frações são corretos.
Em termos genéricos, o gMatESO consiste numa coleção de fichas de matemática muito úteis paora os alunos desde o último ano do 1º ciclo e até alguns níveis do secundário.
Diferencia-se das outras aplicações pelo detalhe que fornece dos passos a seguir até conseguir solucionar um exercício.
Há que ter em conta, no entanto, que embora possa ser utilizado como calculadora, o seu objetivo é didático e não deve ser considerado como um programa de cálculo científico.

Ligação: http://lubrin.org/gmateso/

Pyromaths

Pyromaths é um programa que permite criar exercícios matemáticos ou exames e a sua correspondente solução. De destacar que a correção proporcionada não diz apenas respeito aos resultados finais mas é muito completa, indicando todos os passos intermédios.
Pode ser utilizado tanto por professores como por alunos, já que disponibiliza a solução detalhada de cada exercício.
De origem francesa, esta aplicação está preparada para os diferentes níveis do sistema educativo francês, o que não impede a sua utilização noutros sistemas, desde que os professores façam as devidas adaptações curriculares.
Esta ferramenta, com versões windows e Mac OS, pode também ser utilizada online.

Ligação: http://www.pyromaths.org/enligne/

10 sítios para ver documentários online

Encontrar documentários educativos online nem sempre é uma tarefa fácil. Além do mais, em muitos casos, bons documentários exigem que se proceda ao seu carregamento para os nossos computadores, o que leva algum tempo, e acaba por não ser prático.
Há exceções, no entanto. Compilamos 10 sítios com documentários em vídeo de acesso gratuito.

1— Documentary Wire

Mais de 2000 documentários pesquisáveis por palavra-chave ou categoria, incluindo categorias como 9/11, biografia, religião ou política.

Ligação: http://www.documentarywire.com/

2 — Documentary Network

Coleção de um milhar de documentários organizados por categoria e duração.

Ligação: http://documentary.net/

3 — Movies Found Online

3 centenas de documentários organizados por categorias tais como Guerra, ciência, saúde…

Ligação: http://www.moviesfoundonline.com/documentaries.php

4 — Top Documentary Films

Mais de mil documentários organizados por categorias e segundo os comentários registados pelos seus visualizadores.

Ligação: http://topdocumentaryfilms.com/all/

5 — SnagFilms

Sítio popular onde é possível concontrar documentários e filmes independentes, incluindo filmes premiados da National Geographic.

Ligação: http://www.snagfilms.com/films/browse/category/

6 – Documentary Heaven

Coleção alargada de documentários pesquisáveis alfabeticamente, por classificação e categoria.

Ligação: http://documentaryheaven.com/

7 — Open Documentaries

Mais de oito centenas de documentários orgranizados por categoria e por série.

Ligação: http://www.opendocumentaries.com/

8 — Documentary Z

Dois milhares de documentários organizados por categoria.

Ligação: http://www.documentaryz.com/

9 — Documentary Storm

Comunidade de partilha de documentários organizados por categoria e pesquisáveis alfabeticamente.

Ligação: http://documentarystorm.com/

10 — Documentary Tube

Documentários organizados por categoria e pesquisáveis alfabeticamente.
Ligação: http://www.documentarytube.com/

10 sítios com imagens de utilização gratuita

Educar para os valores deve ser, em qualquer circunstância, uma preocupação permanente de todos os docentes. Nesse sentido, educar os jovens estudantes a utilizar materiais, sejam textos, imagens, filmes, desenhos, etc, respeitando os direitos de autor, deve estar também na primeira linha das preocupações.
Tal caminho é importante não apenas pelo respeito para com os criadores, mas também pela responsabilidade que cada um deve ter quando os utiliza, ao mesmo tempo que valoriza o trabalho de cada um e também uma tomada de consciência para o nosso próprio trabalho e para os direitos que temos sobre aquilo que produzimos.

Alguns posts atrás, fiz referência a um sítio com imagens Creative Commons. No entanto, há na internet muitos lugares onde é possível obter boas imagens de qualidade de utilização livre, sem infringir qualquer lei nem atentar contra os direitos dos seus legítimos autores. Escolhemos 10.

Author: Jon Sullivan: http://www.public-domain-photos.com/travel/yellowstone/morning-glory-pool-4.htm

Pics4Learning

Pics4Learning é um repositório de imagens livre especialmente pensado para utilização em questões de educação e ensino. Alunos e professores podem utilizar as fotografias e imagens na turma, em projetos multimédia, web sites, vídeos, portefólios ou em qualquer projeto de cariz educativo.

Wikimedia Commons

A Wikimedia Commons disponibiliza mais de 16 milhões de imagens de utilização livre e gratuita. Algumas imagens exigem que o autor seja citado, sempre que é utilizada. Nada mais justo.

Stock Xchng

Stock Xchng é um repositório de imagens de autor, com mais de 350 mil fotos de cerca de 30 mil fotógrafos de todo o mundo. Em alguns casos, devidamente assinalados, a utilização das imagens obriga à referência do seu autor.

Freerange Stock

Freerange Stock é um sítio criado com o objetivo de recolher fotos de alta qualidade. Qualquer pessoa pode submeter as suas fotografias para aprovação. Todas as fotos são de utilização livre e os seus autores são pagos através dos cliques dados pelos utilizadores.

Imagens de domínio público

PublicDomainPictures.net é um repositório de fotos gratuitas de domínio público.
São mais de Mais de 30 mil imagens organizadas por categorias. Disponível em várias línguas, entre as quais a portuguesa.

Public Domain Photos

Public Domain Photos tem disponíveis 5 mil fotografias e 8 mil clip art de utilização gratuita, tanto pessoal como comercial.

PD Photo

PD Photo é um repositório de imagens para utilização gratuita, embora haja sempre a recomendação de fazer referência aos seus autores, em especial em trabalhos de cariz comercial.

Cepolina

Cepolina disponibiliza cerca de 20 mil fotografias originárias de todo o mundo, organizadas em cera de 1400 categorias, como plantas, animais, carros, alimentos, etc. Cada imagem pode ser guardada em sies formatos diferentes (até 1600×1200 pixels).

Bigfoto

Bigfoto.com é um sítio, existente desde o ano 2000, que disponibiliza imagens com boa qualidade, tanto para uso pessal, como comercial, de forma gratuita. A maioria das imagens é de fotógrafos amadores que gostam de ver as suas fotografias partilhadas na internet.

Pixabay

Pixabay, como já aqui falámos num post anterior, fornece mais de 65 mil imagens de alta qualidade, de utilização gratuita.

5 ferramentas 2.0 para escritores

Quando Platão começou a escrever o pensamento de Sócrates, este terá dito que tal ato iria mudar radicalmente a forma de pensar e de transmitir os saberes. Uma espécie de verdade lapalisseana que continua a ser verdadeira quando, de uma forma ou de outra se altera a forma de registo das coisas.
Da pena à caneta, da caneta à máquina de escrever, desta ao teclado do computador, do computador ao telefone, das teclas à voz, etc… vai um percurso em crescendo a que muitos de nós, independentemente do grau de adaptabilidade às novas tecnologias, nem sempre temos a capacidade de adaptação potencialmente desejável. Continuar a ler “5 ferramentas 2.0 para escritores”

eXeLearning renova-se completamente

eXeLearning é um programa com o qual podemos criar conteúdos destinados a publicação na web, integrá-los em plataformas de formação e dotá-los de atividades interativas para os alunos.
Os recursos criados como o Exe podem exportar-se em diferentes formatos: IMS, SCORM 1.2 e também como páginas navegáveis.
Foi recentemente lançada uma nova versão deste programa, a versão Intef7, que representa uma nova abordagem na sua utilização.

ExelearninggraDesde há algum tempo que diferentes instituições, todas elas localizadas em Espanha, têm trabalhado na melhoria deste programa, dada a sua grande aceitação por muitos professores, nomeadamente na criação de conteúdos didáticos e na produção de materiais de formação profissional.
A nova versão representa o avanço mais significativo desta ferramenta desde 2008.
Apesar das alterações significativas introduzidas nesta nova versão, foi respeitada a sua trajetória, pelo que os seus utilizadores habituais não notarão alterações significativas.

Mais funcionalidades

Entre outras, destacamos algumas das alterações mais significativas:
— A partir da versão 7, eXeLearning utilizará o navegador predeterninado no computador de cada um (antes tinha de ser o Firefox);
— Opção apra abir novas janelas quando o navegador estiver a executar o eXeLearning;
— Opção de atualizar a tua janela de eXeLearning;
— Opção mais flexível para gravar o trabalho realizado;
— Edição de conteúdos;
— Corretor ortográfico;
— Opção para mudar para ecrã completo;
— Impressão de PDF;
— Melhorias na inserção de vídeos e áudios;
— Manual completo de ferramentas.

Ver página com as principais alterações (em espanhol)