Tecnologia do Futuro: 10 Invenções que vão mudar o Mundo

Alexander Graham Bell, Leonardo Da Vinci e Alberto Santos Dumont são alguns dos inventores que na sua época eram chamados de “malucos” mas graças a eles hoje temos telefone, paraquedas, roupas de mergulho, relógio de pulso, avião entre outros. Muitas dessas ideias demoraram para ser aceitas mas hoje são indispensáveis. Decidimos pesquisar então as invenções, inovações e protótipos que são promissoras tecnologias do futuro.

Vamos apresentar algumas invenções e outras inovações que prometem mudar o mundo nos próximos anos, ou já fazem parte da realidade e que aos poucos vão transformar as comunicações, transporte, rotina doméstica e educação. Confere:

1. Tradutor de Pensamentos Caninos

Parece louco pensar que daqui a alguns anos poderemos realmente traduzir os latidos dos cães. O projeto ainda é um protótipo e está esperando financiamento coletivo através do Indiegogo.

 

2. Carro Voador

O problema de grandes engarrafamentos estaria com os dias contados se conseguirmos popularizar o carro voador. Vários protótipos estão trabalhando nisso e um em particular conseguiu fazer o seu primeiro voo. Falamos do Aeromobil 2.5, um automóvel criado pelo designer eslovaco Stefan Klein.3.

3. Armazenador de Comida a Vácuo

1,3 Mil milhões de toneladas de comida são desperdiçadas por ano em todo o mundo, o que representa cerca de um terço das refeições produzidas no planeta. Pensando nisso, ideias como uma “caixa de armazenamento de comida que forma automaticamente um vácuo”, preservando os alimentos durante mais tempo podem ser uma solução, além claro que uma melhor distribuição do que é produzido e a consciência das pessoas!

tecnologia-do-futuro-alimentos

A VacuVita é bem fácil de usar (quando tocas o sensor a tampa se abre, quando fechas, a caixa cria um sistema de vácuo automaticamente) e inclui diferentes caixas para se ajustarem às necessidades do utilizador e caberem na geladeira. Assista ao vídeo do VacuVita, enjoy Fresh Food every day.

4. Geladeira Inteligente

O designer Fabian Kreuzer criou um conceito de geladeira usando leitores RFID, banda larga e telas touch screen permitindo a geladeira identificar a quantidade, tipo e data de validade dos alimentos que estão dentro dela. Usando uma câmera e sensor de movimento, a geladeira também permite visualizar os produtos sem que precises abri-las. Assista ao vídeo no link.tecnologia-do-futuro-geladeira

5. Carregador de Telemóveis (Celulares) em Segundos

Os problemas de esperar o telemóvel carregar ou ficar sem bateria acabaram. Eesha Khare, com apenas 18 anos, criou um projeto que permite recarregar a bateria de telemóveis em pouco mais de um piscar de olhos e ainda aumentar a durabilidade da carga.

6. Impressora de Roupas

Já pensaste em reciclar as tuas roupas, confecionar novos modelos com tecidos antigos em um clique? Joshua Harris, designer industrial, criou um projeto no qual os estilistas poderão vender cartuchos com as suas estampas e materiais e pela internet e disponibilizar o design/molde para ser impresso; assim é possível criar um novo modelo em segundos e acabar com a desculpa do ” Eu não tenho roupa para sair!”.

impressora-de-roupa

7. Impressora de comida 3D

Queres preparar algo rápido para um lanche e não tens ideia do que preparar? A Natural Machines, uma startup de Barcelona, criou o Foodini, um aparelho que promete levar a impressão 3D até à sua cozinha. Nós já havíamos falado que a tecnologia de impressão 3D iria entrar nas nossas vidas e a ideia desse projeto é facilitar a rotina deixando tempo livre para outras atividades. Poderás criar alimentos com formas, alturas e volumes diferentes, desde biscoitos de chocolate a massa de pizza.

Já foram criados hambúrgueres de queijo (com o pão e o molho de queijo feitos na máquina 3D), um prato de gnocchi de abóbora e uma pizza totalmente construída da máquina para o prato.

8. Máquina 3D para Imprimir Casas em 20 Horas

Continuando na séria de impressoras 3D (que são a grande promessa da década), Behrokh Khoshnevis, professor da University of Southern California trouxe uma das inovações mais surpreendentes dos últimos anos. A impressora de casas que consegue imprimir em 3D uma casa de 230 m³ em 20 horas. A estrutura é feita de camadas de concreto e a máquina pode ser programada para pintar paredes, adicionar telhas, pisos, encanações e fiação elétrica. Essa é a Contour Crafting, que promete ser uma economia de mão de obra e uma solução para situações em que precisamos construir casas rapidamente.

impressora-3d-para-casas

9. Bicicleta para purificar o ar!

A bicicleta por si só já é um meio de transporte que contribui para um ar mais limpo. A Air Purifier Bike (Bicicleta Purificadora do Ar) é uma bicicleta elétrica que pode mudar a vida dos ciclistas. Ela possui um sistema inovador que retêm as partículas de poluição no ar e enviar oxigênio puro em troca. A bicicleta foi projetada pela agência tailandesa Lightfog.

a-bicicleta-que-despolui-o-ar

10. Estudar Online e Conectar-te com o Mundo

Já pensaste em dispensar os cadernos, pen-drives e transformar o teu potencial de aprendizagem? Isso é simples e real com ExamTime. As ferramentas de estudo online estão disponíveis gratuitamente para professores e alunos conectarem-se. O site oferece ferramentas de Mapas Mentais, Notas, Quizzes e FlashCards, além de ajudar os usuários a criar e gerenciar um Plano de Estudos eficaz e permite que eles compartilhem recursos de estudo e criar grupos de estudo.

tecnologia-do-futuro

E então o que achaste das tecnologias que vão transformar o mundo? São muitas inovações que parecem um pouco “malucas” mas em alguns anos serão realidade ou já fazem parte da nossa rotina e só precisamos nos adaptar a elas.

E tu, o que inventarias se pudesses? Usa a criatividade e conta para nós.

Fonte: ExamTime

LucidPress, criar revistas online de forma simples

As revistas são dos produtos mais conceituados no consumo de conteúdos de alta qualidade, mesmo quando se tem presente que a Internet veio roubar muito espaço às publicações em papel.

LucidPress é uma opção recente que permite criar revistas online, sem necessidade de instalar qualquer software no nosso computador, pois é uma aplicação wed que funciona em ambiente virtual, com muitos recursos de alta qualidade capaz de produzir publicações atrativas para leitores de várias categorias e idades.
As opções são várias podendo o utilizador criar uma revista para simples publicação online ou para impressão.
A partir do momento em que nos registamos, gratuitamente, passamos a ter acesso a um vasto conjunto de recursos gráficos que nos permitem organizar os conteúdos rapidamente, sem exigir muitos conhecimentos gráficos.
O site fornece vários modelos pré desenhados, deixando no entanto total liberdade ao utilizador para criar os seus próprios modelos.
Embora sem os recursos sofisticados da Adobe e de outros programas profissionais de paginação, o Lucidpress é uma excelente ferramenta que, com certeza irá cativar muitos professores e alunos.

Ligação: Lucidpress

Tu e a Internet, (Ab)uso, Crime e Denúncia

A Procuradoria Geral da República, através do seu Gabinete Cibercrime, acaba de lançar uma publicação intitulada “Tu e a Internet, (Ab)uso, Crime e Denúncia” destinada a alertar, em especial as crianças e jovens para a utilização responsável da internet.
Dirigindo-se diretamente às crianças, jovens, pais e professores, a Procuradora-Geral da República, Joana Marques Vidal, alerta para a necessidade da utilização segura da internet.

O nosso objectivo — diz a procuradora — é contribuir, através da informação, para uma utilização ainda mais segura da Internet. Esclareceremos que algumas atitudes e atuações são crime e que delas podem ser vítimas crianças e jovens. Falaremos sobre a queixa criminal, como fazê-la e a quem dirigi-la. Finalmente, alertaremos para a existência de uma resposta que, não sendo criminal, pode completar a defesa dos direitos das crianças e jovens vítimas de uso ilícito da Internet.
A publicação foi ilustrada por crianças e jovens com idades compreendidas entre os 7 e os 17 anos.
A brochura pode ser vizualizada neste link ou descarregada em formato PDF. Clique na imagem acima para descarregar a brochura em formato PDF.

Ensinar e aprender com as TIC

Canaltic.com é um blogue espanhol dentro do espírito do que é o “professortic.ml“. Da autoria do professor Fernando Posada Prieto, o blogue mostra, publica e divulga com regularidade ideias, sugestões e reflexões sobre as TIC em contexto educativo.
Com a devida autorização do autor do blogue, traduzi e adaptei um interessante trabalho intitulado “Enseñar y aprender con las TIC“. São pouco mais de 80 slides que, de forma esquemática, sucinta e objetiva, nos levam numa viagem sobre o tema.

Esta apresentação pretende expor as tendências e experiências das TIC na atualidade. Partindo de uma breve análise do contexto académico propõe-se caminhar sobre as ferramentas e propostas de trabalho mais utilizadas. Tendo em conta um panorama tão vasto, denso e variado, sugerem-se algumas conclusões finais potencialmente úteis para a prática docente quotidiana.

http://www.professortic.ml/wp-content/uploads/2013/05/Uso_das_TIC_no_Ensino.pdf



Ligação: Canaltic.com

6 sítios para conhecer e procurar por mais

Uma das formas mais eficazes para recarregar ideias, e enriquecer o “receituário” pessoal de soluções para os problema do dia da dia na escola é procrastinar pela net, navegando ao sabor da onda, percorrendo caminhos mais ou menos conhecidos, na certeza de que há sempre algo de novo e surpreendente à nossa espera.
Esta divagação não é sinónimo de perdição. Pelo contrário. Se não há tempo para verificar com atenção algum sítio, há muitas soluções para os guardar e voltar mais tarde.
A partilha de hoje diz respeito a 6 sítios e blogues interessantes que merecem uma visita porque, todos eles estão globalmente bem feitos, atrativos, consistentes e têm conteúdo. Vamos então a isso.

1— If It Were My Home

Comparar. Este site compara 10 dados entre dois países à escolha. Esperança de vida, mortalidade infantil, consumo de eltrcididade, emprego, saúde, etc.
Ligação: http://www.ifitweremyhome.com/

2 — Google Chrome Experiment

Site do Google Chrome onde são publicados trabalhos criativos criados pelos utilizadores. o Chrome Experiment é uma vitrine para experiências criativas na web, que podem ser construídas utilizando as mais variadas tecnologias. Todos são convidados a participar.
Ligação: http://www.chromeexperiments.com/

3 — Time and date

Tudo sobre o tempo. Calcular datas, para o passado e para o futuro. Organizar calendários, sincronizar fusos horários, verificar fusos horários, organizar calendários, e aplicações para diversos serviços, como iPhone, Android, tablets, etc.
Ligação: http://www.timeanddate.com/

4 — Educlipper

Educlipper é uma nova plataforma que funciona em termos semelhantes ao Pinterest e Learnist. O objetivo da plataforma é agregar, em especial, professores que partilhem conteúdos e sugestões de trabalho.
Ligação: Educlipper

5 — Kleinspiration

A inspiração da professora Klein leva-nos a descobrir uma escola, diferente, no mínimo, com algumas boas sugestões de organização e de trabalho. O seu blogue é também uma boa fonte de inspiração já que a professora Klein publica regularmente sugerindo ferramentas que a ajudam na sua tarefa.
Ligação: Kleinspiration

6 — Organized Classroom

Organized Classroom é, como nome indoca, um blogue que trabalha as questões da organização na sala de aula. conselhos, sugestões e ferramentas que ajudam sempre, principalmente quando o nosso receituário pessoal parece estar esgotado.

Ligação: Organized Classroom



VideoNot.es: tirar notas enquanto se vê vídeo

VideoNot.es é uma ferramenta online que permite aos utilizadores fazerem anotações enquanto assistem a vídeos no mesmo ecrã, lado a lado, em integração com o Google Drive.

Introduzindo o URL no lado esquerdo do ecrã carregamos o vídeo. No lado direito, fica o espaço para tomar notas. Estas notas podem (e devem) ser sincronizadas com o filme e são automaticamente guardadas na conta Google Drive. O que significa que podemos compartilhar, colaborar e publicar as notas realizadas acerca de um vídeo exatamente da mesma forma que o fazemos com qualquer outro documento Google.
Por agora, os vídeos do Youtube são os únicos acessíveis através desta ferramenta, mas, acredita-se que, com o seu crescimento e banalização, será possível fazer o mesmo com vídeos de outras origens.

As vantagens de uma ferramenta como esta para um professor, seja para preparação de materiais, seja para utilização direta na sala de aula são, parece-me, óbvias.
Com ela, os alunos podem observar e/ou tomar notas sem terem que alterar as janelas de observação e escrita, fazendo pausas, abrindo e fechando janelas. A ferramenta simplifica o processo de observação e aprendizagem, ganhando tempo, evitando distrações, promovendo a concentração dos alunos em duas coisas: assistir ao vídeo e tomar notas.

Ligação: Video Notes

“Usar a tecnologia” ou “integrar a tecnologia”?

Usar ou integrar a tecnologia na prática doente é uma algo de tão potencialmente relevante como a velha questão de Shakespeare: “be or not to be”. Na verdade, a impressão que temos é a de que, apesar de se falar muito em integração da tecnologia, o que está a acontecer nas nossas escolas é apenas e simplesmente a utilização da tecnologia. Não, não é apenas uma questão semântica. Há uma grande diferença entre estes dois conceitos com impactos distintos consoante se utilize a tecnologia ou se opte pela sua integração nas práticas letivas.
Em última análise, e antes de verificarmos alguns pontos de diferenciação, coloquemos a questão nestes termos. Uma coisa é uma casa tecnológica outra é uma onde se utiliza a tecnologia. Apesar de todos já utilizarmos alguma tecnologia nas nossas casas, isso não faz das mesmas uma “casa inteligente”.

Recorrendo a algumas sugestões encontradas na web e a uma reflexão pessoal, elaborei o quadro que se segue assinalando as principais diferenças entre uma prática que utiliza a tecnologia e outra que a integra. Se é claro que , pelas mais diversas circunstâncias, não é fácil criar as condiçoes necessárias para potenciar a integração das tecnologias no processo de ensino-aprendizagem, torna-se evidente que há que, rapidamente, passar da fase utilitária e dar o salto para a integração.

Com o mundo a acelerar, não é já uma necessidade. É uma exigência. Quem não o fizer, ficará, com toda a certeza, para trás.

 

A utilização da tecnologia

A integração tecnológica

A utilização da tecnologia é aleatória, arbitrária e muitas vezes funciona apenas como um complemento. O uso da tecnologia é propositado e intencional.
A tecnologia rara ou esporadicamente é utilizada na sala de aula.  A tecnologia faz parte da rotina do processo de ensino-aprendizagem.
A tecnologia é usada apenas para se dizer que se está a usá-la. A tecnologia é utilizada como suporte dos objetivos curriculares e de aprendizagem.
A tecnologia é usada para instruir os alunos sobre o conteúdo. A tecnologia é usada para envolver os alunos com o conteúdo.
A tecnologia é mais usada pelos professores. A tecnologia é mais utilizada pelos alunos.
A única preocupação é utilizar a tecnologia. O seu uso visa criar e desenvolver novas capacidades.
Muito tempo é perdido a ensinar como é que se deve utilizar a tecnologia. O tempo é gasto a utilizar a tecnologia para aprender.
A tecnologia é utilizada para completar as tarefas de menor exigência intelectual. A tecnologia é usada para incentivar o desenvolvimento intelectual.
A tecnologia é utilizada em tarefas individuais. A tecnologia é utilizada para facilitar a partilha e colaboração do trabalho dentro e fora da sala de aula.
A tecnologia é usada para facilitar atividades cuja resolução seria mais difícil sem ela. A tecnologia é utilizada para resolver problemas que de outra forma seriam difíceis ou impossíveis de resolver.
A tecnologia é usada para fornecer informações. A tecnologia é usada para aumentar e construir conhecimento.
A tecnologia é marginal à aprendizagem. A tecnologia é essencial no processo de aprendizagem.


III Jornada Educação à Distância: o futuro da arte

O inevitável encontro entre educação e tecnologia estará em debate no próximo dia 6 de Abril na Universidade Anhembi Morumbi, São Paulo, Brasil, na III Jornada Educação à Distância, subordinada ao tema “O futuro da arte”.

Este evento, organizado pela Artesanato Educacional e coordenadado por João Mattar, vai reunir especialistas no uso de tecnologias na educação e ensino à distância.

“Onde estamos e para onde caminhamos em Tecnologia Educacional e Educação a Distância? Redes Sociais, MOOCs, Tablets, Mobile Learning, Design Instrucional, Marketing de Busca, SEO, SEM, TDICs, Linguagens Líquidas, Educação Ubíqua, PLEs e Formação de Professores, dentre outros temas, serão debatidos por você e pelos principais especialistas no Brasil.”
O desafio não é simples mas exige respostas. Respostas que se esperam sejam dadas pelos contributos dos professores, educadores, estudantes, profissionais da area informática, gestores e todos os que se interessam pelo tema, público alvo da jornada.

Talk show

O evento não se resumirá à tradicional modalidade da palestra. Adotará o talk show como forma de socializar o conhecimento. A ideia é promover um cara a cara entre alguns dos maiores pesquisadores brasileiros em tecnologias aplicadas à educação, a exemplo de Lúcia Santaella (PUC-SP e USP), com mais de 30 anos de pesquisa na área de comunicação e semiótica, e João Mattar, um dos maiores especialistas brasileiros em agitação e articulação de redes sociais. Durante o talk show, será feito um retrospecto da carreira de Santaella, com provocações teóricas a respeito de seus principais conceitos como o de linguagem líquida e da possibilidade de, por meio das redes sociais, tornar a educação omnipresente.
Mattar falará sobre os desafios para uma incorporação bem-sucedida dos jogos e das redes sociais nos ensinos fundamental, médio e superior, bem como no âmbito empresarial. Refletirá ainda sobre os procedimentos e implicações dos cursos online abertos para públicos massivos, fenómeno que começa a ganhar espaço no Brasil.
A participação no evento é paga. Todavia, os interessados poderão seguir a jornada através das redes sociais, nomeadamente do Facebook e do Twitter.

Ligações:

eXeLearning renova-se completamente

eXeLearning é um programa com o qual podemos criar conteúdos destinados a publicação na web, integrá-los em plataformas de formação e dotá-los de atividades interativas para os alunos.
Os recursos criados como o Exe podem exportar-se em diferentes formatos: IMS, SCORM 1.2 e também como páginas navegáveis.
Foi recentemente lançada uma nova versão deste programa, a versão Intef7, que representa uma nova abordagem na sua utilização.

ExelearninggraDesde há algum tempo que diferentes instituições, todas elas localizadas em Espanha, têm trabalhado na melhoria deste programa, dada a sua grande aceitação por muitos professores, nomeadamente na criação de conteúdos didáticos e na produção de materiais de formação profissional.
A nova versão representa o avanço mais significativo desta ferramenta desde 2008.
Apesar das alterações significativas introduzidas nesta nova versão, foi respeitada a sua trajetória, pelo que os seus utilizadores habituais não notarão alterações significativas.

Mais funcionalidades

Entre outras, destacamos algumas das alterações mais significativas:
— A partir da versão 7, eXeLearning utilizará o navegador predeterninado no computador de cada um (antes tinha de ser o Firefox);
— Opção apra abir novas janelas quando o navegador estiver a executar o eXeLearning;
— Opção de atualizar a tua janela de eXeLearning;
— Opção mais flexível para gravar o trabalho realizado;
— Edição de conteúdos;
— Corretor ortográfico;
— Opção para mudar para ecrã completo;
— Impressão de PDF;
— Melhorias na inserção de vídeos e áudios;
— Manual completo de ferramentas.

Ver página com as principais alterações (em espanhol)

Wix: ter um site “prêt-à-porter”

Ter um site pessoal ou criar um espaço de trabalho com os alunos é hoje um das tarefas mais simples que se podem fazer na internet. Com o WIX essa tarefa é verdadeiramente simples, acessível a qualquer pessoa habituada a navegar na internet, sem exigir quaisquer conhecimentos de linguagem HTML e outros chavões do mundo da informática.

O registo é gratuito, permitindo a criação de um sítio a partir do zero ou através da seleção entre centenas de modelos pré-definidos, como uma loja de pronto a vestir. Continuar a ler “Wix: ter um site “prêt-à-porter””