Software livre e educação

Software livre e educação

361
1
SHARE

O software livre fornece valores muito interessantes tanto do ponto de vista da educação, como de nível técnico, económico e ético-cívico. A sua importância baseia-se em quatro liberdades essenciais aos utilizadores:

  1. A liberdade para executar o programa, para qualquer propósito .
  2. A liberdade de estudar como o programa funciona, e adaptá-lo a suas necessidades. Acesso ao código-fonte é um pré-requisito para esta liberdade.
  3. A liberdade de redistribuir cópias de modo que você possa ajudar ao seu próximo.
  4. A liberdade de aperfeiçoar o programa, e libertar os seus aperfeiçoamentos, de modo a que toda a comunidade beneficie. Acesso ao código-fonte é um pré-requisito para esta liberdade.

Acesso ao código-fonte é um pré-requisito para isso, enquanto o software de proprietário o proíbe expressamente, assim como qualquer tentativa de engenharia que tente reescrever o código que se encontre compilado nas suas aplicações.
Isto tem várias implicações. Por um lado, o custo de acesso ao software é muito pequeno, de modo que para qualquer escola é uma economia grande com licenças de software e, por outro, permite fornecer cópias do software aos alunos e suas famílias, continuando a usá-lo nos seus computadores, sem violar nenhuma lei, o que tem saudáveis implicações de cariz económico.


O software livre encripta os seus arquivos usando formatos abertos, o que aumenta a compatibilidade entre aplicações diferentes, sejam livres ou de acesso reservado, e entre sistemas operativos, uma vez que permite que os programadores de todo o mundo posam utilizar estes formatos nos seus projetos.
Qualquer pessoa pode ver o código fonte das aplicações, o que se para o comum dos mortais não é crucial, para professores e estudantes de programação é fundamental, já que podem estudar e compreender como os aplicativos estão a ser utilizados por milhões de pessoas, modificando-os elaborando novas soluções, melhorando-os.
Um dos aspectos interessantes é que não é preciso ser um programador para ajudar a melhorar as aplicações. As comunidades de programadores que trabalham em projetos de código aberto estão abertos a sugestões de utilizadores. Existem grupos de apoio online que compartilham informações e ajudam a resolver o problemas encontrados pelos utilizadores.

A utilização de software livre incentiva o espírito de boa vontade e ajuda, sobrepondo o bem da comunidade ao benefício económico, ensina que partilhar software e ideias beneficia quem recebe mas também que dá. Além do mais, ao permitir o estudo do código das aplicações permite a sua utilização em computadores mais baratos e acessíveis a muito mais pessoas que, de outra maneira, seriam info-exluídas.

Sítio web da Free Software Foundation

1 COMMENT

LEAVE A REPLY