Feira de Ciências Google desafia jovens e professores

A Feira de Ciências Google entrou na sua reta final. Os trabalhos foram recebidos até ao passado dia 1 de abril. A 21 de maio, um júri especialmente constituído, vai anunciar os 90 finalistas regionais e, algumas semanas depois, os 15 finalistas e o vencedor do prémio especial Ciência em Ação.
No dia 23 de Julho, os finalistas, originários de todo o mundo, vão viajar para a Califórnia, Estados Unidos, onde vão competir e saber quem será o grande vencedor da competição deste ano.
A Feira de Ciências Google é destinada a alunos com idades entre 13 e 18 anos para realizar investigação científica sobre uma questão ou um problema real que lhes interesse. Para participar no concurso devem enviar uma experiência, alguns registos e conclusões rigorosas.
Os estudantes competem com outros alunos da sua faixa etária, (13-14) (15-16) (17-18), de qualquer parte do mundo, para obter bolsas de estudo, estágios e experiências únicas. Também será atribuído um prémio especial denominado Ciência em Ação, patrocinado pela revista Scientific American. Este prémio será atribuído ao projeto que ofereça as melhores oportunidades de mudança viável na via dos membros de um grupo ou de uma comunidade.
Fechada que está a participação na edição deste ano, o convite está feito já para a participação na feira do próximo ano, cujo calendário será revelado no início de 2013.

Se a participação num concurso deste género é por si só aliciante, os seus prémios são um motivador inquestionável.
O vencedor do grande prémio tem à sua espera uma vasta lista de prémios, em que se destacam:

  • Uma expedição, patrocinada pela National Geographic Expedition, às ilhas Galápagos. O vencedor do Grande Prémio, acompanhado pelos pais ou responsáveis, ​​vai viajar a bordo do National Geographic Endeavour, durante 10 dias.  O Google paga o valor do voo do vencedor e a um dos pais ou responsáveis ​​para as Ilhas Galápagos. O prémio é válido por um ano a partir da data da concessão.
  • 50 mil dólares, oferecidos pelo Google, para ser usado em formação e estudo.
  • Uma experiência prática numa das três organizações parceiras do concurso:
    LEGO, CERN ou GOOGLE.
  • Um mosaico de cores pessoal LEGO
  • Acesso digital aos arquivos de Scientific American para a escola a que pertence o aluno durante um ano.

Os 15 finalistas também terão prémiso verdadeiramente fantásticos, entre os quais se conta uma uma bolsa de estudo no valor de 25 mil dólares, da Google, para cada um.

O prémio “Ciência em Ação” da Scientific American é constituído pelo financiamento de 50 mil dólares e um ano de acompanhamento do projecto do vencedor. A finalidade deste prémio é ajudar o vencedor a prosseguir a sua investigação e, se possível, desenvolver o projeto. O vencedor, assim como os pais, acompanhará os 15 finalistas na viagem à Califórnia para apresentar os projetos ao júri e receber o seu prémio.
2012 já foi. Quem se atreve para 2013?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *