Google Art Project: democratizar o acesso à arte

Google Art Project: democratizar o acesso à arte

321
0
SHARE

Google Art Project é um dos projetos mais impressionantes da Google: uma galeria virtual que permite conhecer mais de 30 mil obras de arte de 151 museus situados em 40 países diferentes. Por mais que não fosse, estes números dão-nos desde logo uma ideia da grandeza do projeto e das possibilidades didáticas que oferece.
A última versão do projeto, lançada há pouco mais de um mês, já tem algumas páginas em português ao mesmo tempo que permite uma visita ao Museu da Coleção Berardo.
Uma das caraterísticas mais interessantes do projeto é a possibilidade de os utilizadores registados criarem as suas próprias galerias e depois partilhá-las através das redes sociais, como o Google +, Facebook ou Twitter.
Quando acedemos à página Google Arte Project é-nos fornecida uma image aleatoriamente com informação sobre a mesma, sua localização e uma ligação às restantes obras da coleção assim como o acesso a uma visita virtual ao museu onde se encontra.

Desta página inicial também se acede a todo o conteúdo através das diferentes ligações:

  • Museus com Museum View ou visitas virtuais. Apenas 51 museus o permitem.
  • Coleções ou museus. Podem pesquisar-se por localização geográfica.
  • Artistas, ordenados alfabeticamente.
  • Obras de arte. Neste caso, os resultados podem ser filtrados por título, suporte, técnica e qualidade da imagem e também a coleção que pertence o criador da obra.
  • Galerias criadas pelos utilizadores registados. Neste caso, aparecem ordenadas pelo nome, as mais populares e as mais recentes.
  • As nossas galerias e um pesquisador do conteúdo do Google Arte Project.

Para poder ver as obras em detalhe, depois de selecionar a obra fazemos zoom sobre ela, explorando as partes que mais nos interessam.

Naturalmente que esta ideia pode ser aproveitada de várias formas em trabalho de sala de aula. O próprio site oferece várias propostas didáticas.

Look Like an expert propõe maneiras interessantes de estudar a história da arte, com variados e atrativos pontos de vista:

  • Criar galerias em que se cataloguem as obras por temas e/ou motivos que identifiquem uma determinada época histórica. Por exemplo, os temas mitológicos na arte grega e romana ou as paisagens urbanas no século XIX.
  • Jogo de pares: unir detalhes com as obras a que pertencem e analisá-los. Por exemplo, o calçado, outros adereços, utensílios domésticos…
  • Identificar obras de um determinado período artístico a partir das caraterísticas básicas do seu estilo, o ideal de beleza procurado ou a forma de representar objetos ou materiais. Por exemplo, os fundos dourados nas obras medievais ou os contrastes de luz e sombras do barroco.
  • Criar galerias de obras classificadas por um suporte ou material empregue para realizar a obras: pintura a óleo, aguarela, mármore, carvão, pastel… A qualidade das imagens do Google Arte Project ajuda a identificar claramente as diferentes técnicas, a aparência dos diversos materiais e a sua deterioração. Do mesmo modo, ao observar em detalhe as obras, pode-ser analisar o traço ou a pincelada caraterística de um determinado pintor.

DIY (Do it yourself). Um faça você mesmo que propõe várias atividades, em que se destaca:

  • Conservador de Museu: Converter-se num conservador de um museu e organizar uma exposição sobre um determinado tema. O tema pode ser simples ou complicado e ter múltiplos subtemas. Outra opção é organizar uma exposição, ou atividades sobre elementos presentes numa obra, escolher uma sala de um museu, realizar uma visita virtual, analisar a ordem das obras expostas e criar uma galeria com elas.
  • Remix: Criar um espaço que acompanhe uma obra de arte selecionada. O espaço pode decorar-se com mobiliário de desenho, ambientar-se com música, desenhar um guarda roupa, etc. As possibilidades são infinitas. A atividade pode-se realizar tridimensionalmente de forma virtual criando um diaporama ou com uma aplicação de desenho 3D como o Google SketchUp.
  • Montar uma exposição fotográfica. Utilizar a ampliação de imagens e realizar uma galeria de animais reais ou imaginários, plantas e árvores, jóias, etc.
  • Reinterpretar uma obra de arte presente nas coleções. O site sugere fazer uma cópia com o nosso estilo pessoal utilizando diversas técnicas.
  • Criar uma galeria que reúna as obras de arte em que predomine um determinado conjunto de cores: dores frias, quentes, harmonias, contrastes…

Finalmente, o projeto sugere um conjunto de espaços onde podemos aprender mais sobre arte e a sua história. Mais propostas didáticas podem ser vistas no Canal de Youtube do Google Art Project.

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY