A escola daqui a 5 anos, segundo a IBM

A escola daqui a 5 anos, segundo a IBM

552
0
SHARE

A IBM receou as suas tradicionais previsões para os próximos 5 anos, em que alguns dos seus investigadores explicam a sua visão e o modo de como é que a tecnologia mudará as nossas vidas no futuro próximo. Certo é que, examinando o que pensam os especialistas do gigante informático, algumas parecem-nos óbvias e lógicas, mas contêm, apesar disso, pontos interessantes que podem ter um grande impacto em muitos aspectos da nossa sociedade, como a educação, comércio e, inclusive, na organização das cidades.
Curiosamente, ou não, essas previsões não falam nada sobre os drones da Amazon, os robots ou os veículos autopilotados da Google.

Ibm education

O aspecto assinalado em primeiro lugar pelos investigadores tem a ver com a educação. Assim, segundo eles, a escola do futuro vai debruçar-se sobre cada aluno individualmente.
Numa tendência que já hoje se sente e ganha terreno de ano para ano, dentro de cinco anos o ensino será cada vez mais personalizado. Os sistemas cognitivos (entendidos aqui como uma categoria de tecnologias que usam o processamento da linguagem natural e a aprendizagem com máquinas de forma que as pessoas e as máquinas possam interagir de forma mais natural aumentando as suas capacidades para adquirir mais e melhor conhecimento) serão decisivos nas decisões de apoio que os professores serão chamados a dar ala seus alunos. Já não numa relação unidirecional de um professor para muitos alunos, mas mais num “tête-a-tête” que terá como já não o grupo mas a pessoa através de um ensino individualizado.

Sala de aula inteligente

A rápida digitalização da indústria da educação e o surgimento dos sistemas cognitivos são dois factores que já estão a acontecer em paralelo. Ao longo dos próximo 5 anos, estes dois conceitos vão trabalhar cada vez mais em conjunto, ligando-se, levando à criação de salas de aula personalizadas que vão motivar e envolver os alunos, em todos os níveis de ensino, desde o pré-escolar à universidade.
São muitas e variadas as ferramentas, grande parte delas que já hoje fazem parte das nossas vidas, que se tornarão instrumentos vitais na nova educação.

Os cursos massivos abertos (MOOCs) tornaram e tornam os conteúdos educacionais disponíveis a qualquer pessoa com uma ligação à internet. Os seus editores vão ser também capazes de tornar os conteúdos mais envolventes e adaptáveis à realidade das salas de aula, ao mesmo tempo que os dispositivos móveis serão utilizados para aprender a qualquer hora em qualquer lugar. Do medo modo, os professores serão capazes de, através da aplicação de sistema cognitivos, compreender como é que os seus alunos estudam e aprendem e desenvolver planos que vão ao encontro da sua realidade.

Fonte: IBM

Personalized Learning: 5 Future Technology Predictions from IBM

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY