Padrões e texturas grátis para Photoshop

Os padrões e texturas para Photoshop e outros programas de manipulação de imagens são cada vez mais populares. Há muitos sítios onde essas imagens são pagas, mas, outros há que as fornecem gratuitamente.
Sugiro hoje alguns blogues e sítios onde é possível encontrar bons padrões e texturas gratuitas para utilização livre.

Lo que estaba buscando

Bolgue espanhol que indica recursos para desenhadores e publicitários.

Ligação: http://loqueestababuscando.wordpress.com/2010/06/29/patterns-motivos-para-photoshop-gratis/

PSD fan extra

Sítio de fãs do photoshop (PSD. não confundir com partidos) que disponibiliza não apenas material (texturas, padrões, icons, vectores, papéis de parede, etc.) para descarregar, mas também tutoriais e artigos.

Ligação: http://psd.fanextra.com/articles/photoshop-patterns/

Lava 360

Lava 360 é um blogue sobre design para webdesigners e web design. No blogue são partilhados trabalhos de alta qualidade de arte digital e design livre. Do mesmo modo, são disponibilizados tutoriais para a grande maioria das aplicações utilizadas pelos designers.

Ligação: http://lava360.com/collection-of-photoshop-patterns-free-download/

Blue Blots

Mais um blogue para desenhadores que publica com regularidade ferramentas e recursos de muito boa qualidade.


Ligação:http://blueblots.com/freebies/500-truly-useful-resources-of-free-high-quality-patterns/

All free download

Como o próprio nome indica, este sítio fornece recursos gratuitos, entre os quais se contam padrões, modelos e texturas.


Ligação: http://pt.all-free-download.com/patterns-photoshop/pacote_de_108_padr%C3%B5es_31624.html

Bloggerspath

Sítio que disponibiliza informação para facilitar a vida a todos os bloggers, fornecendo recursos e ferramentas, a grande maioria gratuitas.

Ligação: http://bloggerspath.com/best-free-photoshop-patterns/

Patternspot

Para quem é muito, muito exigente, e procura produtos mais elaborados, o sítio PatternSpot vende milhares de padrões a preços módicos. Independentemente de se comprar ou não, vale sempre a pena dar uma vista de olhos para ver a oferta. (Não é por não podermos comprar um Ferrari que o vamos deixar de admirar. Pronto, tenho dito!)

Ligação: PatternSpot

Quixey: motor de busca para aplicativos!

Quixey é um motor de busca especializado na procura de aplicações, tanto para computadores como para equipamentos móveis, como smartphones ou tablets.

A vantagem deste motor de pesquisa é que não perde tempo com outras coisas inúteis e focaliza a sua procura em aplicações, fornecendo-nos respostas e sugestões úteis rapidamente. Além do mais, permite a filtragem dos resultados, balizando os resultados dentro dos parâmetros que lhe fornecemos, como por exemplo, aplicações gratuitas.
O motor funciona melhor com as busca em língua inglesa e os seus resultados são disponibilizados num formato simples. Clicando num dos resultados, é-nos revelada mais informação sobre a aplicação em causa, assim como as ligações para as podermos descarregar.
Útil, sem dúvida.

Ligação: Quixey

VideoNot.es: tirar notas enquanto se vê vídeo

VideoNot.es é uma ferramenta online que permite aos utilizadores fazerem anotações enquanto assistem a vídeos no mesmo ecrã, lado a lado, em integração com o Google Drive.

Introduzindo o URL no lado esquerdo do ecrã carregamos o vídeo. No lado direito, fica o espaço para tomar notas. Estas notas podem (e devem) ser sincronizadas com o filme e são automaticamente guardadas na conta Google Drive. O que significa que podemos compartilhar, colaborar e publicar as notas realizadas acerca de um vídeo exatamente da mesma forma que o fazemos com qualquer outro documento Google.
Por agora, os vídeos do Youtube são os únicos acessíveis através desta ferramenta, mas, acredita-se que, com o seu crescimento e banalização, será possível fazer o mesmo com vídeos de outras origens.

As vantagens de uma ferramenta como esta para um professor, seja para preparação de materiais, seja para utilização direta na sala de aula são, parece-me, óbvias.
Com ela, os alunos podem observar e/ou tomar notas sem terem que alterar as janelas de observação e escrita, fazendo pausas, abrindo e fechando janelas. A ferramenta simplifica o processo de observação e aprendizagem, ganhando tempo, evitando distrações, promovendo a concentração dos alunos em duas coisas: assistir ao vídeo e tomar notas.

Ligação: Video Notes

Pictaculous: gerar paletas de cores para qualquer imagem!

Escolher as cores certas pra um trabalho, para um Powerpoint, por exemplo, nem sempre é uma tarefa fácil. Basta ver a quantidade de maus exemplos em algumas apresentações para se perceber a importância que tem a escolha das cores certas quando se realiza um trabalho.
Com o Pictaculous essa tarefa fica muito simplificada. No sítio desta ferramenta, carregamos uma fotografia, por exemplo. O sistema gera então uma paleta de cores tendo como base a imagem carregada, o que nos dá uma indicação precisa das cores que devemos utilizar, dos contrastes, etc.
Esta identificação é perfeita para o desenvolvimento de trabalhos ou de apresentações em torno de um imagem específica. Do mesmo modo se pode considerar que esta é uma ferramenta ideal para as aulas de artes.

Ver exemplo

Ligação: Pictaculous

Ler livros digitais no Chrome

A leitura digital ganha todos os dias novos adeptos. Os eReaders, ou leitores de ebooks não são o único meio para poder desfrutar da leitura de livros eletrónicos. Podemos utilizar várias ferramentas e extensões para poder ler os ebooks a partir do nosso computador.

ereaders

Aqui ficam 4 sugestões de extensões para ler livros digitais no navegador Chrome.

 

  1. Readium: permite a leitura de livros em formato epub tanto alojados no nosso computador ocmo através de uma ligação externa. O leitos é simples, permite ver as secções com compõe o livro digital e permitindo a navegação através delas. [Instalar Readium]

  2. MagicScroll Ebook Reader: tal como a Readium permite ler livros no formato epub. A sua interface é mais simples, sem adornos e a apresentação da cada ebook, com as suas páginas, secções, etc, é muito amigável. Permite o modo de leitura automática sem necessidade de passar a página com um cursor. [Instalar MagicScroll Ebook Reader]

  3. Dotdotdot:Esta extensão permite a leitura no ecrã de epubs, seja alojados no nosso pc ou através da rede, permitindo fazer anotações em texto selecionado, assim como partihar texto através de correio eletrónico ou do Twitter. [Instalar Dotdotdot]

  4. MobiApp121: é uma aplicação baseada no Readium. Trata-se de um leitor multimédia de livros eletrónicos. A aplicação carrega qualquer ebook para iBooks, Nook, Kobo, Sony Reader, Adobe Digital Editions, etc. [instalar MobiApp121]

Fotor: editor de fotos com preço mágico — Grátis

Os utilizadores Android ou iPhone provavelmente já ouviram falar no Fotor. Trata-se de uma aplicação de retoque fotográfico para dispositivos móveis com muitas funcionalidades úteis como aclarar, escurecer, cortar, etc, assim como uma grande quantidade de filtros. Acontece que esta pérola está agora disponível para os sistemas OSX e Windows8, o que a torna uma excelente alternativa para melhorar as imagens, em especial antes de as publicarmos na web.

Fotor frontUma das grandes vantagens, que a diferencia das maioria das aplicações de filtros fotográficos, é que o Fotor dá-nos o controlo sobre a edição básica da imagem, como o corte e a correção da iluminação. A sua interface é muito fácil estando dividida em 3 painéis. Uma grande quantidade de espaço é dedicada à imagem, para que possamos observar as mudanças, através de um menú contextual, que varia de acordo com o que selecionamos no terceiro menú, onde podemos escolher efeitos, fazer ajustes, etc.

Fotor 2O Fotor inclui uma ferramenta, Tilt Shift, que funciona bastante bem, permitindo escolher o nível de nitidez nos extremos de uma imagem, na forma retangular ou circular.
A exemplo do que já acontece para os dispositivos móveis, a aplicação é totalmente gratuita, tanto para Windows8 como para OSX.
Para descarregar, clique numa das imagens ou no link que se segue.

Ligação: Fotor

4 sítios para aprender a pronunciar nomes

Pronunciar nomes próprios estrangeiros nem sempre é uma tarefa fácil, incorrendo nós, na maioria dos casos, em erros, por vezes grosseiros. Ora, se há algo que nós prezamos é que quando chamam por nós o façam com correção, mesmo que que seja com algum tipo de sotaque.
Para evitar esses momentos de ruborização indesejáveis, encontramos 4 sites que nos ajudam a pronunciar devidamente, sem grandes asneiras, os nomes, sejam eles de onde forem.

Em qualquer um dos sites sugeridos é possível ver nomes mais comuns de e em várias línguas. Não deixa de ser divertido.

Hear Names

Pronounce Names

Inogolo

The Name Engine

Os professores são bons

Educational Technology and Mobile Learning é um blogue de divulgação de recursos educativos que vale a pena seguir com atenção. Recentemente, publicou um infografia onde resume, de forma atrativa, as qualidades que um professor deve ter, tendo como inspiração trabalho original de Mia MacMeekin. Esta professora, identificou 27 pontos que definem o que um professor faz de bom, num trabalho a que chamou, também em tradução livre, “Os professores são bons”.
As duas infografias que reproduzimos, na sua versão inglesa, são uma homenagem e também pontos de reflexão para o papel do professor nos dia de hoje em que os espectros da depressão parecem pairar sobre as cabeças de quem tem como missão educar. Levante-se o ânimo. Os professores são bons. Valorizemos tudo o que fazem de bom e de bem.

Os professores são bons

Ligações: Teachers are Good


O professor do século XXI

Ligação: The 25 characteristics of a 21st century teacher

“Usar a tecnologia” ou “integrar a tecnologia”?

Usar ou integrar a tecnologia na prática doente é uma algo de tão potencialmente relevante como a velha questão de Shakespeare: “be or not to be”. Na verdade, a impressão que temos é a de que, apesar de se falar muito em integração da tecnologia, o que está a acontecer nas nossas escolas é apenas e simplesmente a utilização da tecnologia. Não, não é apenas uma questão semântica. Há uma grande diferença entre estes dois conceitos com impactos distintos consoante se utilize a tecnologia ou se opte pela sua integração nas práticas letivas.
Em última análise, e antes de verificarmos alguns pontos de diferenciação, coloquemos a questão nestes termos. Uma coisa é uma casa tecnológica outra é uma onde se utiliza a tecnologia. Apesar de todos já utilizarmos alguma tecnologia nas nossas casas, isso não faz das mesmas uma “casa inteligente”.

Recorrendo a algumas sugestões encontradas na web e a uma reflexão pessoal, elaborei o quadro que se segue assinalando as principais diferenças entre uma prática que utiliza a tecnologia e outra que a integra. Se é claro que , pelas mais diversas circunstâncias, não é fácil criar as condiçoes necessárias para potenciar a integração das tecnologias no processo de ensino-aprendizagem, torna-se evidente que há que, rapidamente, passar da fase utilitária e dar o salto para a integração.

Com o mundo a acelerar, não é já uma necessidade. É uma exigência. Quem não o fizer, ficará, com toda a certeza, para trás.

 

A utilização da tecnologia

A integração tecnológica

A utilização da tecnologia é aleatória, arbitrária e muitas vezes funciona apenas como um complemento. O uso da tecnologia é propositado e intencional.
A tecnologia rara ou esporadicamente é utilizada na sala de aula.  A tecnologia faz parte da rotina do processo de ensino-aprendizagem.
A tecnologia é usada apenas para se dizer que se está a usá-la. A tecnologia é utilizada como suporte dos objetivos curriculares e de aprendizagem.
A tecnologia é usada para instruir os alunos sobre o conteúdo. A tecnologia é usada para envolver os alunos com o conteúdo.
A tecnologia é mais usada pelos professores. A tecnologia é mais utilizada pelos alunos.
A única preocupação é utilizar a tecnologia. O seu uso visa criar e desenvolver novas capacidades.
Muito tempo é perdido a ensinar como é que se deve utilizar a tecnologia. O tempo é gasto a utilizar a tecnologia para aprender.
A tecnologia é utilizada para completar as tarefas de menor exigência intelectual. A tecnologia é usada para incentivar o desenvolvimento intelectual.
A tecnologia é utilizada em tarefas individuais. A tecnologia é utilizada para facilitar a partilha e colaboração do trabalho dentro e fora da sala de aula.
A tecnologia é usada para facilitar atividades cuja resolução seria mais difícil sem ela. A tecnologia é utilizada para resolver problemas que de outra forma seriam difíceis ou impossíveis de resolver.
A tecnologia é usada para fornecer informações. A tecnologia é usada para aumentar e construir conhecimento.
A tecnologia é marginal à aprendizagem. A tecnologia é essencial no processo de aprendizagem.