2 maneiras de fugir à ditadura do Microsoft Word – grátis

2 maneiras de fugir à ditadura do Microsoft Word – grátis

423
1
SHARE

Se há coisa que não falta aos diversos sistemas operativos é processadores de texto. Claro que quando o termo “Processador de Texto” vem à baila, associamos logo a coisa a “Word”, “Microsoft Word”, documentos “.doc”, etc. O problema é quando queremos uma coisa simples que nos concentre na escrita, nos livre das distrações, não nos dando sugestões parvas, formatações que não pedimos, atrapalhando o nosso processo criativo, fazendo-nos perder tempo.
Desde o aparecimento dos computadores que os processadores de texto, em especial o Word da Microsoft, ganharam competências cada vez mais elaboradas, o que, se por um lado, nos vem ajudar em muitas tarefas, muitas vezes só complicam. Por isso, é bom ter sempre à mão algo que seja simples, funcional, que nos remeta para o essencial.
Sugerimos por isso, hoje, dois processadores de texto alternativos, do mais simples que há, com versões para Windows e Macintosh. Dois programas que têm como função única e primordial fazer com que nos concentremos no processo criativo da escrita, eliminando todo o ruído que possa haver à volta. Uma opção deste género permite-nos organizar o trabalho assumindo tarefas distintas: à escrita o que é da escrita, à apresentação o que é da apresentação.

Writeroom (MAC) Dar­kRoom (PC)-

O WriteRoom, para computadores Macintosh, é um processador de textos que faz lembrar os computadores da década de oitenta, quando os editores de texto consistiam num ecrã preto, com letras a verde e com praticamente nenhuns recursos de formatação. O WriteRoom pode ter o fundo de ecrã e as letras da cor que quisermos e guarda os textos em formato txt.
O DarkRoom é o clone para windows do WriteRoom. Funciona da mesma maneira, com as mesmas ferramentas e os mesmos propósitos.
Quando se executa o programa, a área de trabalho do computador é ocupado por uma mancha preta, no meio do qual se vê o cursor verde a piscar, pronto a escrever. Para quem não gostar desta combinação de cores, a imaginação é o limite. Basta ir às preferências do programa e escolher as cores. O caminho mais fácil é clicar na tecla ESC, que dá acesso ao menu de configurações.
Simples, clássico, despido de preconceitos, o WriteRoom é bastante eficiente e estável. Apesar das limitações, é um editor de textos bom no que faz. Para que se concentre na escrita.

OmmWriter – (MAC & PC) –

 

[vsw id=”14791691″ source=”vimeo” width=”400″ height=”255″ autoplay=”no”]

O OmmWriter vem na linha do anterior. É um software minimalista, pensado para criar um ambiente relaxante capaz de inspirar quem o utiliza.
O branco é a cor dominante nos vários “cenários” alternativos oferecidos, acompanhado da opção de sons relaxantes e inspiradores que, a qualquer momento, podem ser retirados.
A janela de tra­ba­lho por defeito do Omm­Wri­ter tem um fundo com uma foto­gra­fia de uma pai­sa­gem gelada. em opção, o programa oferece uma textura de tecido leve ou o branco puro.
Para aju­dar ao efeito de tran­qui­li­dade, podemos esco­lher entre sete fun­dos sono­ros dife­ren­tes, tudo muito zen, a fazer lembrar os exercícios de meditação ou aula de yoga.
As res­tan­tes opções tam­bém são mini­ma­lis­tas: três tipos de fon­tes (seri­fada, sem serifa e manus­crita); três tama­nhos de letra; e a pos­si­bi­li­dade de ouvir ou não um som espe­cial para as teclas.
Pode ainda aumen­tar ou dimi­nuir a zona de tra­ba­lho, mas as esco­lhas ficam-​​se por aí. Depois… dê asas à imaginação. A escrita espera por si.

1 COMMENT

  1. Muito obrigado.

    um óptimo artigo, com dois programas maravilhosos.

    Estava a procura de uma alternativa ao MS Office, e graças a este site encontrei este dois.

    Com certeza vai ser uma boa mudança.

    Obrigado.

    Lucas.

LEAVE A REPLY